250 Views |  Like

Penteados para as festas de fim de ano

Hairstylist ensina passo a passo para você mesma fazer

A chegada do fim do ano traz as datas comemorativas mais esperadas: o Natal e o Ano Novo. Essa é a época de comprar presentes e confraternizar com os amigos e família, e mesmo entre conhecidos toda mulher adora se arrumar para essas festas. Pensando nisso, o hairstylist Sandro Cassolari ensina quatro penteados no estilo “do it yourself”, para cabelos cacheados e lisos, fáceis de fazer, mas superelegantes. Confira:

Para cabelos cacheados:

1. Meio preso

Meio preso cacheado

Para este penteado, deve-se pegar umas mechas da parte de cima da cabeça e da frente, sem muita exatidão, com o intuito de deixar o rosto mais livre e dar um ar mais natural. Após a divisão, uma mecha na altura da testa deve ser colocada para trás, prendendo-a para o lado da cabeça, assim como as ademais mechas do topo do rosto. “Nesse ponto, devemos fazer torços com os cabelos, sentido ‘dentro’ da cabeça, utilizando grampos como se fossem agulhas”, indica. Repita o mesmo processo do outro lado do cabelo, prendendo sempre com grampos.

2. Preso

Preso cacheado

Neste segundo penteado, leve todos os fios soltos para a parte de trás da cabeça, separe as mechas e torcendo-as. Com ajuda dos grampos, encaixe na estrutura do penteado de maneira a ficar harmonioso e com a nuca livre o calor.

3. Rabo de cavalo preso

Rabo de cavalo cacheado

Para começar faça um rabo de cavalo baixo próximo à nuca e, depois separe o cabelo em mechas de grossura média, desfiando os fios na direção contrária do crescimento (de baixo para cima), fixando-as na cabeça sem uma ordem exata com a ajuda de grampos, deixando meio bagunçado.

Para cabelos lisos:

4. Preso

Liso preso
Neste último penteado Sandro Cassolari explica que deve ser feito a partir do primeiro. Siga recolhendo as mechas que estavam soltas, e, em pequenas quantidades, fixa-as próximo ao elástico, em pequenas torções, sem uma ordem exata ou estrutura pré-moldada. “Nesse ponto, o segredo é prender de maneira ‘descontraída’, sem muita ordem ou simetria. O importante é prender bem para não soltar e durar a noite toda”, ensina.